Alfonso Pexegueiro e Ming Di

“Metal Central” de Alfredo Ferreiro: Núcleos animados

«Ás veces, ouvimos os estertores das máquinas máis vellas, os supiros de bielas permanentemente fatigadas, a sádica sede de bombas agonizantes. As máquinas que por fin un día paran parecen voltar ao paraíso pesado e duro da vida mineral.

Posiblemente este fermoso poema, que aparece en Metal Central, sexa ilustrativo dos camiños abertos […]

Lembrança da professora de literatura

A vida consiste em sucessivas mutações do amor

A Maria Díaz Vidal, in memoriam

Ó Maria, acho menos as tuas coxas carregadas de poesia, teus lábios de vénus aloirada e teus quadris para sempre rimados no meu coração. Teus andares sinestésicos forneciam a métrica semanal do tambor literário que ardia no […]

Dois poemas no centenário da Primeira Grande Guerra

Uma guerra que começa com uma população a seguir o arame farpado da falsa democracia. Uma guerra que enche um carro de combate com a carne cega do proletariado. Uma guerra em que o povo carrega as poderosas metralhadoras do liberalismo. Uma guerra em que o Pai Natal troca renas por aviões para repartir bombas […]

«Na barriga do vento», conto publicado na revista Dorna

A finais do ano pasado viu a luz o número 36 da revista Dorna. Expresión poética galega. Como é habitual nesta publicación da Universidade de Santiago de Compostela, o número permite tomarmos a temperatura á talento do momento, tanto do país como fóra del. Nesta ocasión tiven a oportunidade de publicar o relato […]